Canaã dos Carajás - PA, 19 de abril de 2024

Vereadores debatem serviço prestado pela Equatorial

A 23ª Sessão Ordinária de 2023 foi dominada pelos serviços prestados pela Equatorial Pará fornecedora de energia elétrica no Estado. O assunto já vem sendo citado em várias outras sessões, mas nenhuma solução foi efetivamente apresentada. Com a piora dos serviços nas últimas semanas, principalmente na região da VS-52, os vereadores ouviram dezenas de relatos de prejuízos sofridos pela comunidade, principalmente, com equipamentos queimados e alimentos estragados.

O primeiro a usar a Tribuna para abordar o assunto foi o vereador Werbet Felipe que falou do péssimo serviço prestado.

– Encaminhei hoje um oficio solicitando uma reunião com a Equatorial e assim que eu tiver um retorno da empresa irei convidar todos os demais vereadores pra juntos levantarmos essa bandeira e lutarmos por esta pauta que é muito seria e tem causado muito desconforto para a comunidade.

O vereador Wilson Leite lembrou do significativo aumento da população nos últimos anos e que o sistema elétrico atual não suporta mais a demanda.

– O problema da energia de Canaã são os transformadores que não atende mais a população atual. Já passou da hora da Equatorial tomar as providências para corrigir esse sistema. É nossa obrigação defender essa causa para que esse problema seja resolvido.

O vereador Cabelo informou que vários ofícios já foram enviados para a Equatorial, porém até o momento nenhuma resposta foi obtida.

– Até agora nunca conseguimos uma fala com representantes da Equatorial. Já enviamos vários ofícios e nunca tivemos resposta. Agora precisamos chama-los em reunião para debatermos pessoalmente as soluções para esse problema.

Para o vereador Cleverson Zajac o caminho para o debate com a Equatorial é a justiça:

– Somente através da Justiça poderemos discutir com a Equatorial e é por isso que estamos mobilizando a comunidade para entrar com uma Ação Civil Pública e essa ação não é minha, é desta casa e de toda a população que vem sofrendo com essa situação. Peço as associações e toda a sociedade organizada para ajudar colher assinaturas para movermos essa ação na justiça, independente de alguma solução que for apresentada enquanto o assunto é discutido na justiça.

Maria Pereira, líder do Governo, disse que tem debatido o assunto com a prefeita Josemira Gadelha em busca de alternativas para solucionar o problema:

– Sabemos que o problema da energia está muito sério. Falei com a prefeita na semana passada e ela disse que já chamou pra si a responsabilidade para resolver essa situação. Eu tenho certeza que juntos vamos resolver o mais rápido possível.

O vereador Chefinho reforçou a necessidade da união dos poderes, o que pra ele facilitará a busca por uma alternativa:

– A falta de energia é um problema gravíssimo e é uma coisa que o Executivo e o Legislativo devem se unir para marcar uma reunião com o representante estadual da Equatorial. Acredito que é lá em Belém que teremos as respostas para resolver esse assunto.

Já o vereador Miguel da Saúde sinalizou que a Justiça é o caminho para uma solução definitiva:

– Todos nós concordamos que a Equatorial é a pior empresa de Canaã dos Carajás. Só que a única forma de resolver essa situação é judicializando essa discussão. Não adianta mais conversar, fazer reunião aqui ou em Belém. O que temos que fazer é levar para a Justiça. Já chega de conversa mole, não queremos mais saber desse tipo de conversa aqui nessa casa.   

Pular para o conteúdo